Por Julyanna Santos 28.07.2021

Ao contrário do que se imagina, a saúde ginecológica da mulher idosa também precisa de atenção e cuidados, mesmo após a menopausa e o encerramento de seu ciclo reprodutivo. Na terceira idade, o corpo da mulher passa por diversas transformações; desde onda de calor advinda da menopausa até à secura vaginal.

Com baixa na imunidade, a mulher na terceira idade, pode ser acometida por doenças silenciosas que só são percebidas após um certo estágio de avanço. O diagnóstico precoce aumenta, significativamente, as chances de recuperação. A partir dos 50 anos, é recomendado fazer mamografias anuais para identificar possíveis riscos de câncer de mama.

Outro exame preventivo necessário a se fazer na terceira idade é o Papanicolau. O exame detecta alterações celulares que possam denunciar o HPV (vírus papiloma humano) ou a presença de câncer de colo de útero. De acordo com o Ministério da Saúde, a frequência dos exames pode ser diminuída após os 65 anos, caso a mulher idosa não tenha sofrido alterações celulares significativas. Ao contrário do câncer de mama, o risco de câncer cervical diminui com o passar dos anos.

Doenças fúngicas, como a candidíase, podem se tornar frequentes devido à baixa imunidade da mulher, assim como a incontinência urinária causada por condições como inflamações vaginais. Ambas podem causar muito incômodo e, por isso, precisam de acompanhamento ginecológico para serem evitadas ou tratadas.

Manter a higiene íntima em dia também é uma maneira de se evitar doenças. O uso do sabonete íntimo próprio para a região evita alterações de PH na vagina. Alterações, essas, que podem causar coceira, corrimentos ou até mesmo doenças. Também se recomenda evitar roupas muito apertadas na região da virilha.

Raquel Rodrigues Mattos, médica ginecologista e obstetra, recomenda o cuidado ginecológico para a mulher idosa

Ainda que tenha se encerrado o ciclo reprodutivo, ao manter relações sexuais, é recomendado o uso de preservativos, pois doenças sexualmente transmissíveis podem ser contraídas em qualquer idade. A camisinha masculina e a feminina são extremamente efetivas e de baixo custo, podendo prevenir doenças como gonorréia, HIV, sífilis, dentre outras.

Por fim, e não menos importante, está numa boa alimentação! Uma alimentação rica em nutrientes, em ômega 3, vitamina C e cálcio desempenha um papel de fortalecimento do sistema imunológico, além de prevenir doenças cardíacas e câncer.

O Portal Fortaleza Cidade Amiga do Idoso entrevistou a médica ginecologista e obstetra, Raquel Rodrigues Mattos. Para Raquel, a mulher idosa, acha que, por ter cumprido o seu papel reprodutivo, não deve visitar o ginecologista com regularidade. “É necessário, mesmo pós-menopausa, continuar cuidado da saúde ginecológica. A realização dos exames de mama (mamografia), regularmente até os 80 anos, para se identificar possíveis nódulos, é fundamental. É preciso ter cuidado com tumores mamários. Com a idade, aumenta-se as chances do câncer de mama e por conta disso a gente precisa realmente sempre ficar atento”, alerta.

Caso a paciente, pós-menopausa, realize terapia de reposição hormonal, também é altamente recomendado o acompanhamento de um médico ginecológico. “O principal cuidado é “se cuidar”. Algumas mulheres acabam deixando de ir ao ginecologista depois que atingem uma certa idade”, avalia. O envelhecimento saudável é uma consequência de uma vida saudável. As mulheres devem se preparar para essa faixa etária mais avançada com a prática de atividade física, evitando o álcool e o tabagismo, cuidando da saúde de forma geral.

Para saber mais:

VIDEO – Dr. Drauzio Varella explica como se prevenir contra o câncer de colo de útero.

ARTIGO – HIV em idosos: maior número de casos mostra necessidade de prevenção

CAUSAS E SINTOMAS – Infecção vaginal por fungo (candidíase)

 

MATÉRIAS RELACIONADAS

logo

Contato

E-mail:
[email protected]
Telefone: +55 (85) 3013-5797
Endereço: Rua B, 17 – Eng Luciano
Cavalcante | Fortaleza-CE
CEP: 60.810-670

Copyright © 2020 Fortaleza Cidade Amiga
do Idoso. Todos os Direitos Reservados.

Seja um apoiador

Saiba mais sobre os benefícios
de ser um dos Apoiadores do
Fundo Municipal dos Direitos
da Pessoa Idosa – FMDPI.
Clique no link abaixo
para saber mais.

Contato

E-mail:
[email protected]
Telefone: +55 (85) 3013-5797
Endereço: Rua B, 17 – Eng Luciano
Cavalcante | Fortaleza-CE
CEP: 60.810-670

Seja um apoiador

Saiba mais sobre os benefícios
de ser um dos Apoiadores do
Fundo Municipal dos Direitos
da Pessoa Idosa – FMDPI.
Clique no link abaixo
para saber mais.

Links

Siga-nos

Realização

parceiros

Copyright © 2020 Fortaleza Cidade Amiga do Idoso. Todos os Direitos Reservados.

This will close in 0 seconds