Jornalista Mariza Tavares lança livro sobre longevidade e a arte de envelhecer bem

Categorias

Compartilhar

Por Ana Clara Jovino 23/11/2020

Qual o segredo da longevidade? Como dominar a arte de envelhecer bem? Parecem questões um tanto quanto difíceis de serem respondidas, não é mesmo? Para os que buscam viver muito e de forma confortável, a boa notícia é que essas respostas (ou pelo menos a maioria delas)  podem ser encontradas facilmente no livro Longevidade no Cotidiano: a arte de envelhecer bem, lançado recentemente. A autora do livro é a jornalista carioca Mariza Tavares, responsável pelo blog “Longevidade: modo de usar”, do portal G1.

A jornalista conta que o seu interesse em criar um blog para explanar sobre longevidade teve início quando era diretora-executiva da Rádio CBN e começou a fazer o programa 50 Mais CBN, que coloca em pauta a vida após os 50 anos, junto com os colegas jornalistas Mara Luquet e Alexandre Kalache. Além do momento de vida, pois ela já passou do 50 anos também.

Em seu livro, Mariza aborda temas evidentes quando se trata de longevidade, como saúde e bem-estar, mas também passa por temas como trabalho e educação financeira, que comumente pessoas da terceira idade não são contempladas quando o assunto está em pauta na mídia.

A jornalista explica que o processo de escrita do livro foi tranquilo, já que tem o blog há quatro anos, o que já lhe deu um bom repertório. “Eu já tinha muita coisa arquivada, então foi mais uma organização do conteúdo em pilares para um envelhecimento ativo (saúde, dinheiro, relacionamentos e trabalho) e roteirizar para as pessoas entenderem uma questão tão complexa”.

A relação de médico e paciente é uma das questões tratadas na obra. Mariza explica sobre slow medicine, que deve ser traduzida como “medicina sem pressa”. É uma condução mais cautelosa e ponderada do cuidado médico, levando em consideração os valores, expectativas e preferências do paciente. O tempo é um dos princípios que devem reger a prática médica, justamente para que o paciente seja ouvido e a situação seja avaliada com mais empatia.

Mariza esclarece que em sua pesquisa descobriu que a faixa etária dos idosos que mais recebem medicação é de 70 a 80 anos, são cerca de 15 a 20 remédios diferentes, o que causa reações adversas. “Isso tem que mudar, porque esses idosos não podem sentir tantos efeitos colaterais. Para isso, a mudança de hábitos para viver bem tem que ser dialogada, tem que entrar na conversa no consultório, não adianta só receitar remédios”, enfatiza.

O livro que traz completa abordagem do planejamento para envelhecer bem, destina-se a pessoas de praticamente todas as idades que têm um desejo em comum: viver a melhor idade ativamente e tranquilamente. “Quanto mais cedo você começar a se preparar melhor, mas nunca é tarde para começar”, aconselha Mariza.

No dia 21 de novembro, a jornalista Mariza Tavares foi a entrevistada do programa Fortaleza 6.0, na Rádio Tempo FM, 103,9, conduzido pelo locutor e radialista, Leandro Duarte, e Cel. Sérgio Gomes, coordenador Especial de Idosos da Prefeitura de Fortaleza.

Confira no áudio abaixo a entrevista da jornalista Mariza Tavares, e saiba mais sobre o livro Longevidade no Cotidiano: a arte de envelhecer bem. Se preferir assista no YouTube do Projeto Fortaleza Cidade Amiga do Idoso.