Projeto que objetivo promover a inclusão de idosos e suas famílias através de complementação alimentar, incentivo à agricultura urbana e estímulo ao convívio social de famílias em situação de vulnerabilidade social. Nas três estufas mantidas pelo projeto – localizadas no conjunto Ceará (2) e Granja Portugal (1), bairros de baixo IDH – são produzidas hortaliças (couve manteiga, alface, coentro, pimentinha de cheiro, tomate cereja, pimentão vermelho, pimentão verde, pimentão amarelo, maxixe e quiabo). Plantio 100% natural, com irrigação automatizada – por gotejamento e plantadas no sistema de vasos (fibra de coco estéril). Cada estufa tem 750 m².

Os ciclos de plantio compreendem dois meses de produção que culmina com a colheita e distribuição das hortaliças às famílias carentes inscritas. Cada beneficiário tem um cartão social com chip interno que garante agilidade, controle e segurança no atendimento. O projeto provê insumos, equipamentos e mão-de-obra qualificada para produção.

Os vários benefícios são notados na mudança das condições de vida das famílias de idosos beneficiados, destacando-se a introdução de alimentos saudáveis na dieta, manejo de plantio e colheita feitos pelos idosos. Periodicamente são ministrados minicursos de cultivo de hortaliças. O projeto Hortas Sociais, em 2017 recebeu o Prêmio Projeto Inovador da Prefeitura de Fortaleza disputando com outras 42 iniciativas.

Na impossibilidade de aglomerar pessoas mas continuar promovendo a segurança alimentar dos idosos vulneráveis, o projeto Hortas Sociais, no período pandêmico, promoveu doações das hortaliças cultivadas a entidades beneficentes que assistem idosos em Fortaleza. A primeira doação de hortaliças foi realizada no 30 de março, totalizando, até julho de 2020 13 colheitas/doação que beneficiaram 20 entidades beneficentes. A partir de novembro de 2020 a entrega das hortaliças será em domicílio para os idosos cadastrados nas Hortas Sociais.

O resultado do eixo Hortas Sociais foi tão bem avaliado que a administração pública municipal, co-gestor da iniciativa com a infra-estrutura de construção das estufas, decidiu ampliar a iniciativa e licitou mais 12 estufas a serem implantas em diversos bairros de Fortaleza. Seis delas estão em construção e irão atender os bairros Jardim das Oliveiras, Conjunto Palmeiras, Ancuri, Jacarecanga, Mondubim e Vila Velha com entrega prevista para o final de 2020. Mais segurança alimentar para os idosos da capital cearense.