Julyanna Santos 06.08.2021

Uma homenagem ao Dia Mundial dos Avós e dos Idosos

Raimundo Nonato, o super avô do Arthur e Milena: “sou presente em todos os momentos”

Se você fechar bem os olhos por alguns segundos vai conseguir lembrar do cheiro dos doces que só a sua vó sabe fazer; daquele abraço único, todo especial, com um afeto difícil de descrever. Também podemos lembrar das histórias do vô, cheias de detalhes, aventuras, que prendem nossa atenção do começo ao fim. Quem não tem lembranças das casas do interior, com as cadeiras de balanço no alpendre e crochês que foram feitos com tanto amor? São momentos que levamos para sempre! Ainda que essas lembranças não sejam iguais, há uma coisa que vemos semelhança em toda história de família: o cuidado dos avós!

No dia 25 de julho, foi comemorado, pela primeira vez, o Dia Mundial dos Avós e dos Idosos. Com o lema “Eu estou contigo todos os dias” (cf. Mt 28,20), o Papa Francisco instituiu, no dia 31 de maio deste ano, a data a ser celebrada no quarto domingo do mês de julho, festejando a importância dos avós e das pessoas idosas em nossas vidas. Devido a pandemia da Covid19, muitos idosos tiveram que se isolar, por serem grupo de risco, o que acabou causando perdas, solidão e outras tribulações aos idosos.

A instituição da data, portanto, é salutar e bem-vinda! Bem sabemos o quanto o convívio e o fortalecimento de laços com a família, em especial com os netos, traz inúmeros benefícios à vida do idoso!

Maria José: “avó é ser mãe duas vezes”

O Portal Fortaleza Amiga do Idoso foi ouvir alguns relatos importantes, guardados na mente e no coração de alguns beneficiários do nosso Projeto! Vamos conhecer?​

Raimundo Nonato Pereira, mestre de obras, natural do Limoeiro do Norte, é um avô presente na vida de seus netos Arthur e Milena. Ele relata a felicidade em possuir esse convívio tão especial: “Toda hora que eles chegam lá em casa é ‘a bença vô, a bença vó’, é maravilhoso. São filhos do meu filho. Nós moramos quase juntos; meus netos moram no andar de cima, então nós estamos sempre juntos.”

Já Maria José não poupa sorrisos ao falar dos netinhos: “Benjamin e Bernardo são dois gêmeos de cinco anos. São crianças adoráveis, chegam lá em casa e é uma festa e uma alegria! É a melhor coisa do mundo quando essas crianças chegam. Vão direto pro armário, abrem o armário, pedem biscoito, pedem café; é uma festa. Deus me deu dois filhos, e depois dois netos. É muito bom ser avó. É ser mãe duas vezes. Eu sou muito feliz e dou graças a Deus todos os dias por isso. Se eu tô nervosa, triste, e vejo eles, eu fico boa, aliviada, sossegada”, relata, afirmando também que conta os dias para que domingo chegue, dia ver os netinhos.

Lucreva Aguiar, uma vovó apaixonada: “amo e sou muito amada pelos meus netos e isso me completa”

Lucreva Aguiar, também beneficiária do Projeto Fortaleza Cidade Amiga do Idoso, descreve sua satisfação em ser avó: “Sou muito amada pelos meus netos. Quando chegam lá em casa eles me abraçam, me beijam, me dão presentes. Meus filhos também são muito amáveis comigo, e por isso me sinto a mulher mais feliz do mundo.”

Ana Cecília Nóbrega, convidada da Live Fortaleza Amiga do Idoso do dia 28 de Julho, apresentada por Ely Alves, comenta sua relação com seus netos: “O convívio com os netos é o tipo de coisa que lhe rejuvenesce, você fica ativa. Você não fica ali só parada. Não falta o que fazer; temos que cuidar da comida, botar pra dormir, fazer os deveres… Sentar com a criança pra brincar com ela, ver os joguinhos, você sair pra passear com eles, deixa sua memória mais ativa.”

Relação repleta de benefícios

A relação entre avós e netos traz muitos benefícios e fortalece os laços familiares que servem como base para todas as outras relações.

Ana Cecília Nóbrega com os netos Lucas, Julia Iná e Yasmin.

Os netos sentem a proteção e o carinho, o que acarreta em mais saúde emocional. A presença dos avós também auxilia na construção da personalidade da criança, pois as crianças estão em pleno desenvolvimento cognitivo. Além disso, o convívio com os avós faz com que os netos aprendam, desde cedo, a respeitar as diferenças de idade, sempre valorizando os mais velhos e o que eles representam.

Para os avós, ter um propósito de vida, ao cuidar dos netinhos, podem ajudar a reduzir a depressão, pois esse contato permite sentir a renovação e a continuidade da família. As atividades propostas pelos netos também fazem com que os avós se tornem mais ativos, estimulando-os a se movimentar em brincadeiras ou passeios, e também estimula a memória em jogos de lógica ou tabuleiro. Além disso, essa troca faz com que o idoso conheça novas ferramentas tecnológicas e novos costumes.

Para assistir o programa Superação com o tema avós, CLIQUE AQUI!

Para assistir o programa Live Fortaleza Amiga do Idoso, com Ana Cecília Nobrega como entrevistada, CLIQUE AQUI!

 

MATÉRIAS RELACIONADAS

logo

Contato

E-mail:
[email protected]
Telefone: +55 (85) 3013-5797
Endereço: Rua B, 17 – Eng Luciano
Cavalcante | Fortaleza-CE
CEP: 60.810-670

Copyright © 2020 Fortaleza Cidade Amiga
do Idoso. Todos os Direitos Reservados.

Seja um apoiador

Saiba mais sobre os benefícios
de ser um dos Apoiadores do
Fundo Municipal dos Direitos
da Pessoa Idosa – FMDPI.
Clique no link abaixo
para saber mais.

Contato

E-mail:
[email protected]
Telefone: +55 (85) 3013-5797
Endereço: Rua B, 17 – Eng Luciano
Cavalcante | Fortaleza-CE
CEP: 60.810-670

Seja um apoiador

Saiba mais sobre os benefícios
de ser um dos Apoiadores do
Fundo Municipal dos Direitos
da Pessoa Idosa – FMDPI.
Clique no link abaixo
para saber mais.

Links

Siga-nos

Realização

parceiros

Copyright © 2020 Fortaleza Cidade Amiga do Idoso. Todos os Direitos Reservados.

This will close in 0 seconds