Glaucoma: doença silenciosa que merece atenção e pode causar cegueira; especialista alerta para prevenção

Categorias

Compartilhar

Por Julyanna Santos 07.06.2021 

O glaucoma é uma doença ocular causada principalmente pela elevação da pressão intraocular, que provoca lesões no nervo ótico e, como consequência, comprometimento visual.

De modo geral, o glaucoma aparece com mais frequência a partir dos 40 anos, mas pode ocorrer em qualquer faixa etária, dependendo da causa que provocou a pressão intraocular mais elevada. Os fatores de risco para o glaucoma são a hereditariedade, a diabetes e traumas oculares.

Por ser assintomático no início de sua manifestação, o glaucoma é muito perigoso e se for ignorado ou tratado inadequadamente, pode levar à cegueira.

Um outro fator que tem prejudicado o diagnóstico é a pandemia. O número de exames para detecção precoce de glaucoma caiu 30% devido à diminuição do número de pacientes que vão às unidades de saúde, desde que a pandemia teve início. A situação é preocupante, segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), uma vez que essa é a principal causa de cegueira evitável.

Ainda segundo a entidade, essa queda prejudicou a investigação de possíveis casos novos da doença, contribuindo para o atraso no tratamento e o acompanhamento de situações confirmadas, que exigem monitoramento para evitar o agravamento.

Dia 26 de maio, foi celebrado o Dia Nacional de Combate ao Glaucoma. Para falar sobre o tema, o Portal Fortaleza Cidade Amiga do Idoso conversou com a médica Oftalmologista, Dra. Ana Cláudia Rodrigues.

Dra. Ana Cláudia: “A doença não tem cura, por isso é fundamental seguir todos os cuidados necessários”.

Ana Cláudia é formada pela Universidade Federal do Ceará, com internato no Baylor Medical Center, em Dallas -Texas, Estados Unidos, especialista em Retina e Vítreo pelo Centro Brasileiro de Cirurgia de Olhos. Atualmente, faz a gestão da Clínica da Cruz Vermelha, em Fortaleza.

Confira entrevista!

Portal Fortaleza Cidade Amiga do Idoso:  Qual a importância do diagnóstico precoce do glaucoma?

Dra. Ana Cláudia Rodrigues: Se o glaucoma for diagnosticado precocemente, a perda visual pode ser evitada. O principal objetivo do tratamento é manter a visão, evitando a progressão da doença, podendo ser feito através de colírios, tratamento a laser ou cirúrgico.

Portal Fortaleza Cidade Amiga do Idoso: Quais cuidados a pessoa idosa deve ter para monitorar o glaucoma?

Dra. Ana Cláudia Rodrigues: A implementação de alguns hábitos, como: exercícios físicos, diminuição do estresse, do consumo de café e bebidas alcoólicas, o uso de óculos escuros sempre que for se expor ao sol, a manutenção de um sono regular; tudo isso pode prevenir, sim, o desenvolvimento da doença.

Portal Fortaleza Cidade Amiga do Idoso: Quais as dificuldades no tratamento do glaucoma em pessoa idosa?

Dra. Ana Cláudia Rodrigues: O uso correto de colírios necessita da prática adequada de movimentos de coordenação motora e boa visão. Muitos pacientes, principalmente os idosos, têm dificuldades neste sentido e isso gera desestímulo à adesão ao tratamento.

Portal Fortaleza Cidade Amiga do Idoso: O que a pessoa idosa precisa fazer para monitorar o aparecimento do glaucoma?

Dra. Ana Cláudia Rodrigues: É fundamental realizar consultas regulares com o oftalmologista para controle adequado da doença. Seguir sempre as prescrições e recomendações dos oftalmologistas.

A doença não tem cura, por isso é fundamental seguir todos os cuidados necessários para ter uma boa qualidade de vida e manter a saúde da visão, dentro das possibilidades.

EM TEMPO!

Confira algumas perguntas e respostas formuladas pela Sociedade Brasileira de Glaucoma sobre o tema: 

  • Qual o intervalo ideal entre consultas para o controle do glaucoma?

Só o seu médico é capaz de determinar o intervalo, pois depende do paciente, do estágio da doença e da resposta do paciente ao tratamento, entre diversos outros fatores. 

  • Qual é pressão intra-ocular normal? E a pressão intra-ocular ideal? 

Estudos demonstram que a pressão intra-ocular normal é entre 10 e 21 mmHg, mas sabemos que cada paciente responde de modo diferente a mesmos níveis de pressão. Há pacientes que apresentam glaucoma com pressão normal e outros com pressão alta, portanto, cada paciente tem a sua pressão ideal, que deve ser definida pelo seu oftalmologista. 

  • Como funcionam os medicamentos usados no glaucoma? 

Os colírios usados no tratamento do glaucoma têm dois principais mecanismos de ação: ou diminuem a produção ou aumentam a drenagem do líquido que circula dentro do olho, chamado humor aquoso, com a finalidade de baixar a pressão intra-ocular.

  • O portador de glaucoma pode praticar qualquer tipo de esporte? 

Exercícios físicos podem variar a pressão intra-ocular. Alguns tipos de esportes beneficiam o tratamento do glaucoma. Atividades aeróbias – como caminhada, por exemplo – ajudam o controle da pressão intra-ocular. Converse sobre esse tema com o seu oftalmologista. 

  • Ficar muito tempo diante do computador, da TV, ler, são atividades que favorecem o glaucoma? 

Tanto o computador, quanto a televisão, ler ou mesmo outras atividades que requerem atenção minuciosa não mudam o curso do glaucoma.