Por Julyanna dos Santos – 17.05.2021

Estamos cercados por novas tecnologias! Diariamente, idosos precisam realizar transações bancárias, gerar e imprimir documentos, e acessar informações de saúde
disponíveis somente na internet. Sendo assim, incluir a pessoa idosa no universo digital, é importante política pública.

Entre os anos 2010 e 2018, o número de brasileiros conectados à internet cresceu 100%, enquanto entre os idosos foi de 1000%, segundo o instituto de pesquisa Locomotiva. Além de ferramenta de trabalho, o principal uso nessa faixa etária é para socialização. Com o advento de serviços de delivery e de ferramentas de locomoção, como a Uber, tornou-se ainda mais necessário o domínio dessas ferramentas pelos idosos em isolamento.

Um dos eixos do Projeto Fortaleza Cidade Amiga do Idoso, Projeto Fortaleza Cidade Amiga do Idoso, um projeto do Núcleo de Produções Culturais (Nuproce) em co-gestão com a Prefeitura de Fortaleza, é o Inclusão Digital. Essa ação, visa diminuir a distância entre os idosos e as ferramentas tecnológicas. As aulas, com a pandemia, passaram a ocorrer em formato totalmente virtual. São mais de 70 alunos, divididos em duas frentes de aprendizagem: informática e mídias sociais!

Maria Eduarda Garcia, Professora de Mídias Sociais: Tenho certeza absoluta que ao terminar o curso de Mídias digitais os idosos terão a noção básica do manuseio de seus celulares e redes sociais. A independência virtual deles deve ser conquistada aos poucos e com paciência, e eu espero poder ajudar nesse processo.

Novo formato, novas descobertas!

Maria Eduarda Garcia Bezerra, de 19 anos, é estudante de Marketing e uma das professoras do eixo Inclusão Digital. Ela é a responsável por introduzir, na vida dos beneficiários do projeto, ferramentas como: instagram e facebook. O whatsapp, aplicativo de mensagem já bastante difundido, é usado como ferramenta de ensino através de vídeo-chamadas. “Criamos um ambiente de sala de aula com muita conversa, conteúdo. Para isso, é necessário apenas um celular. Inclusive, a maioria dos nossos alunos já está familiarizado com a ferramenta”, finaliza.

Um ponto destacado pela professora, é a importante interação realizada entre os alunos durante as aulas: “além de ensinar o manuseio dos seus celulares, eu incentivo a socialização entre eles, principalmente em tempos de pandemia. Muitos já dominam o whatsapp e também estão fazendo importante interações com familiares, minimizando a distância nesses tempos pandêmicos”, afirma a professora.

Lucia Maria: “Eu simplesmente amo as aulas e a interação com outros idosos”

Inclusão digital: calor humano em tempos de pandemia!

Lucia Maria de Carvalho Silva, de 64 anos, moradora do Conjunto Ceará, é uma das alunas do Eixo Inclusão Digital. Ela, que também é beneficiária dos eixos Hortas Sociais e Esporte Amigo do Idoso, faz os dois cursos oferecidos pelo eixo digital: informática e mídias sociais. Segundo ela, de uma maneira muito simples, os professores repassam informações valiosas, como o que é software e hardware. “É muito gratificante poder interagir, mesmo na pandemia, com outros idosos. A gente sente o calor humano. Outro ponto, é que a gente percebe a preocupação dos professores em repassar o conhecimento e orgulham-se quando o idoso, que tem uma vida monótona, consegue relacionar-se com outro idoso, via ferramenta digital”, afirma Lúcia.

David Hudson, professor de Informática: “o ensino de novas tecnologias para idosos, descortina um novo mundo”.

“No momento atual da pandemia, é de extrema importância incentivar e ensinar os idosos a usarem as tecnologias”

O outro professor do eixo inclusão digital é David Hudson de Oliveira Lopes, de 31 anos. Ele, que é formado em gestão de tecnologia, auxilia e ensina os idosos inscritos a navegar na internet e a utilizar as principais ferramentas de tecnologia, como: uber, impressão de fatura, leitura de jornais on-line e pesquisas na ferramenta de busca Google. Para ele, o objetivo está sendo atingido: “é de extrema importância incentivar e ensinar os idosos a usarem as tecnologias. Assim, eles conseguem manter seu corpo e sua mente ativos. Propomos atividades que possam promover a interação social (reforçando os vínculos com a sociedade, os amigos e os familiares) e estimular o bom funcionamento da memória”, finaliza David.

Nesse contexto de pandemia, o curso também apresenta exercícios, como jogos e aplicativos, que possibilitem lazer e estimulem sua mente: a tecnologia como um auxílio e não como domínio. Sobre a importância do curso, o professor é taxativo: o ensino de novas tecnologias para idosos, descortina um novo mundo e possibilita novas interações!

Para saber:

Confira dias e turnos das aulas:
Informática – Dias de terça e quinta: manhã e tarde – Professor: David Hudson
Mídias Sociais – Dias de segunda e quarta – Professora – Maria Eduarda
Mais Informações sobre novas turmas de mídias sociais: (85) 98711-2377
Mais Informações sobre novas turmas de informática: (85) 9 8559-6607

MATÉRIAS RELACIONADAS

logo

Contato

E-mail:
[email protected]
Telefone: +55 (85) 3013-5797
Endereço: Rua B, 17 – Eng Luciano
Cavalcante | Fortaleza-CE
CEP: 60.810-670

Copyright © 2020 Fortaleza Cidade Amiga
do Idoso. Todos os Direitos Reservados.

Seja um apoiador

Saiba mais sobre os benefícios
de ser um dos Apoiadores do
Fundo Municipal dos Direitos
da Pessoa Idosa – FMDPI.
Clique no link abaixo
para saber mais.

Contato

E-mail:
[email protected]
Telefone: +55 (85) 3013-5797
Endereço: Rua B, 17 – Eng Luciano
Cavalcante | Fortaleza-CE
CEP: 60.810-670

Seja um apoiador

Saiba mais sobre os benefícios
de ser um dos Apoiadores do
Fundo Municipal dos Direitos
da Pessoa Idosa – FMDPI.
Clique no link abaixo
para saber mais.

Links

Siga-nos

Realização

parceiros

Copyright © 2020 Fortaleza Cidade Amiga do Idoso. Todos os Direitos Reservados.

This will close in 0 seconds