Calistenia: benefícios do exercício que desafia os limites do próprio corpo

Categorias

Compartilhar

Por Ana Clara Jovino 03.03.2021

O profissional de educação física, Josicleiton Silva, que também atua como professor do Esporte Amigo do Idoso, é adepto da calistenia há cerca de cinco anos.

A prática frequente de exercícios físicos é uma das formas de manter o bem-estar físico e mental. Durante a pandemia, muitas pessoas podem ter encontrado dificuldade na hora de praticar exercícios, muitas vezes porque tinha uma rotina de treinos na academia.

No entanto, existe um tipo de treinamento que pode ser uma excelente alternativa para quem não quer deixar de movimentar o corpo, mas também não quer se arriscar no ambiente de academia, que geralmente é fechado e com equipamentos compartilhados com outras pessoas. É a calistenia, uma forma de treinamento que não utiliza nada além do peso do próprio corpo para a prática de exercícios de força e acrobáticos. Além disso, normalmente é realizado ao ar livre, em praças e equipamentos públicos, o que diminui o risco de contágio da covid-19.

O profissional de educação física, Josicleiton Silva, que também atua como professor do Esporte Amigo do Idoso, é adepto da calistenia há cerca de cinco anos. Ele ressalta que uma das maiores vantagens é poder realizar os treinamentos em espaços públicos, pois assim se torna um esporte democrático, especialmente em um momento de pandemia.

“Em Fortaleza temos vários locais muito bem estruturados para a prática da calistenia. Hoje, temos em nossa cidade várias praças espalhadas por todos os bairros onde oferecem uma grande estrutura para esse tipo de atividade física. Locais para caminhar, correr e temos também equipamentos para fazer exercícios específicos de força e mobilidade que auxiliam de forma ainda melhor a prática desse método”, realça Josicleiton.

Alguns dos locais para a prática de exercícios ao ar livre em Fortaleza são: Parque do Cocó, Calçadão Crasa, Parque Rio Branco, Praça Luiza Távora, Beira Mar de Fortaleza, Praia de Iracema, Praça Portugal, Praça das Flores, Praça do Lago Jacarey e Praça da Igreja da Glória.

O profissional ainda lista alguns dos benefícios da calistenia para o corpo e para a mente:

  • Hipertrofia muscular.
  • Aumento da força física.
  • Melhora a resistência muscular e cardiorrespiratória.
  • Melhora a mobilidade.
  • Aumento da flexibilidade e equilíbrio corporal.

O fisioterapeuta Edgerson Siebra atua na área de fisioterapia esportiva

De acordo com o fisioterapeuta Edgerson Siebra, que atua na área de fisioterapia esportiva, qualquer pessoa pode praticar a calistenia, desde que tenha acompanhamento profissional. Ele explica que na prática de calistenia, deve-se observar atentamente os cuidados com relação à postura dentro do exercício, sobretudo na fase de execução do mesmo, justamente por tratarmos de exercícios livres, com o peso corporal. Não esquecendo, também, de dosar bem a frequência, intensidade e volume dos exercícios, que irão variar de acordo com a condição física de cada praticante.

“Não afirmo haver contra indicações em relação à prática de calistenia. Porém, o ideal é que cada pessoa interessada na prática, se submeta à uma avaliação de pré- participação, seja ela com o Profissional de Educação Física, um Fisioterapeuta, ou um Médico, para saber qual a melhor atividade física indicada para aquele indivíduo, naquele momento”, sugere o fisioterapeuta.

No último sábado, dia 27 de fevereiro, o programa Fortaleza 6.0 recebeu José Carlos da Silva, paulista de 68 anos, adepto da calistenia. O atleta contou como a atividade física mudou a sua vida. Você pode conferir a entrevista completa no áudio abaixo: