É um amplo projeto que tem como objetivo fomentar o envelhecimento saudável e a qualidade de vida disseminando a prática esportiva de baixo impacto, as atividades físicas em espaços públicos, os vínculos intergeracionais, integração social, a segurança alimentar e a disseminação de informações positivas sobre o envelhecimento.

A iniciativa que reúne o poder público municipal, por meio da Prefeitura de Fortaleza (Secretaria da Cidadania e Direitos Humanos), do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa, de empresas privadas através de renúncia fiscal via Fundo Municipal da Pessoa Idosa e a sociedade civil na busca da promoção de qualidade de vida para idosos e suas famílias está configurada nos seguintes projetos: Esporte Amigo do Idoso (com academias populares ao ar livre), Manutenção do Parque Aquático (aulas de hidroginástica e natação no parque aquático do Centro Intergeracional de Atenção à Pessoa Idosa - Ciapi), Hortas Sociais (com a produção e distribuição de verduras e hortaliças), Campeonato de Futebol Idoso Bom de Bola, Assistência Médica em Saúde do Idoso, Criação e veiculação de programa de rádio.

O projeto terá duração de 12 meses e atenderá a cerca de 15 mil idosos e suas famílias.

Veja o catalogo do Projeto Fortaleza Amiga do Idoso.


O Conceito

O crescimento da população idosa no Brasil e no mundo é um fato. Estudos revelam que a população mundial tende a ter uma crescente expectativa de vida motivada pelo avanço dos cuidados e da tecnologia em saúde que impacta na diminuição da mortalidade, mas este crescimento populacional nem sempre vem acompanhado de salvaguarda de direitos que precisam ser garantidos através de políticas públicas e de ações que garantam a qualidade de vida dessa população.

Dados apontam que no Ceará os idosos representam 9,7% da população do Estado, estando 8,17% deste percentual concentrados em Fortaleza, onde a expectativa média de vida é de 69,6 anos. A análise da conjuntura envolvida na construção das políticas sociais destinadas à pessoa idosa revela a força do movimento social dos idosos. A “Força Grisalha” vem ganhando protagonismo e seus representantes se comportam como verdadeiros atores sociais na luta pelos seus direitos, por conquistas coletivas, pela cidadania e por uma melhor qualidade de vida.

Essa análise revela ainda que as conquistas obtidas pelos idosos, em vários projetos focados na participação produtiva, só se tornaram mais consistentes quando a sociedade civil esteve aliada a eles na sensibilização do poder público e de outros setores. Entretanto a sociedade ocidental, focada no contexto capitalista e consumista, que valoriza o novo, o rápido, o imediatismo e as novas formas de comunicação instantâneas, anda desatenta a este fenômeno do envelhecimento e ainda desvaloriza o idoso. Desvaloriza os saberes construídos do tempo e os mais velhos são considerados ultrapassados. A conquista da pessoa idosa pelo espaço da produção solidária na comunidade onde vive, inserida nos espaços públicos e atuando como multiplicador, certamente a levará a garantia do gozo dos direitos estabelecidos por lei, fato que servirá como base também para a construção de uma cultura que valorize os mais velhos.

Mesmo com todo esse esforço de mobilização, muito ainda precisa ser feito para os idosos e suas famílias, mormente os mais carentes. Embora essa população tenha formal e legalmente minimamente asseguradas a atenção às suas demandas de alimentação, cuidados e inclusão produtiva, através da garantia de aposentadorias e pensões, na prática ações complementares mostram-se tímidas, limitando-se a experiências isoladas.

Acreditamos e nos baseamos firmemente no conceito de mudanças de comportamento através de ações sistemáticas. Acreditamos que podemos promover transformações em grupos distintos e por consequência esses grupos podem iniciar um processo de grandes mudanças de comportamento.

É baseado neste conceito que temos como objetivo principal de nosso Projeto a gradual mudança de hábitos de nossa sociedade em relação à 3ª idade e por consequência o disparo de outras mudanças comportamentais em diversas áreas.

O Projeto mira em um alvo específico com o objetivo de provocar mudanças significativas em muitas outras áreas, o esporte para o bem estar e a qualidade de vida; a segurança alimentar e educação ambiental; de segurança alimentar, empreendedorismo, educação ambiental, esporte e cultura idealizado para fomentar valores positivos em relação às pessoas idosas, através do estudo da situação do idoso no Brasil nos dias atuais, quais seus sentimentos e formas de sobrevivência, a fim de estimular um outro olhar sobre os preconceitos e discriminações existentes em relação a esse segmento social em nossa sociedade em uma época que a 3ª idade sofre com a falta de cuidado por parte de nossos governantes e da população em geral.

A despeito de algumas ações por parte do governo e da sociedade civil organizada, elas ainda são muito tímidas e pontuais, não tendo como objetivo a mudança de percepção do problema da 3ª idade por parte das novas gerações.

Sempre se tenta resolver a problemática da 3ª idade no tempo presente, não se levando em conta que este é um problema gerado pelo comportamento das pessoas, e deve ser tratado também a longo prazo, visando à melhoria das condições da 3ª idade para as futuras gerações de idosos.

 

contact

Contato


Gostaria de mais informações sobre o projeto Fortaleza Cidade Amiga do Idoso? Vá em frente, entre em contato e tire todas as suas dúvidas.

Nome*

Please type your full name.
E-mail*

Invalid email address.
Assunto*

Please type your full name.
Mensagem*

Entrada Inválida



Email
contato@fortalezaamigadoidoso.com.br
Telefone
+55 (085) 3013-5797
Endereço
Rua B, 17 - Eng Luciano Cavalcante | Fortaleza-CE | CEP: 60.810-670